Método Derose

BLOG

Boa Você escolheu as metas certas para 2018?

10.01.2018

2018 começou e como todo ano que se inicia a maioria das pessoas faz muitas promessas: mudar de carreira, fazer uma pós-graduação, mestrado ou doutorado, viajar mais, ler mais, praticar algum esporte, melhorar a qualidade de vida, ganhar mais dinheiro, perder peso, ter uma alimentação mais saudável, etc. Enfim! Eu sei que essa lista de metas para 2018 pode ser bem maior. Mas, muito mais do que fazer planos, nós queremos colocá-los em prática, não é mesmo?

Que bom seria se todos os nossos desejos fossem realizados como num passe de mágica: basta escrevê-los num papel que no final de 2018 tudo estará concretizado. 

Claro que a vida não funciona assim! 


Como escolher a meta ideal para 2018?

Mais do que fazer uma lista de metas para 2018 e colocá-las num papel, precisamos garantir que fizemos as escolhas certas. Mas o que nos dá a certeza de que escolhemos o melhor caminho? Geralmente seguimos nossos sonhos e intuição para as escolhas da vida, mas há quem esteja cego o suficiente para fazer apenas o que alguém disse que seria o melhor. As metas que traçou são suas? Será que elas são o melhor caminho para a sua felicidade?

Um dos motivos que nos tornam cegos perante nossas decisões está diretamente relacionado à nossa saúde mental e física. Por isso, antes de traçar qualquer objetivo para este ano, precisa e deve estar bem com o seu corpo e mente. Somente desta forma, conseguirá tomar decisões mais conscientes.

Uma forma de estar mais preparado é iniciar logo no início do ano um processo de desintoxicação. Isso mesmo! Uma semana de “detox” pode ajudar a rever suas metas com mais clareza e segurança. 

Um novo estilo de vida exige mais cuidado

Ao longo das décadas, o novo estilo de vida muito mais moderno e urbano acarretou em uma série de mudanças de hábitos da sociedade.

A poluição no ar, a ingestão exagerada de produtos industrializados e com altíssimo índice de agrotóxicos, além de excessivas jornadas de trabalho têm provocado consequências desastrosas para o organismo e a saúde.  

O novo estilo de vida da maioria, muitas vezes, inconsequente, tem culminado em uma sociedade psicologicamente e fisiologicamente doente. Nos deparamos com mais pessoas ansiosas, estressadas e muito mais propensas à depressão. Sem contar as doenças do corpo físico. A Organização Mundial da Saúde registrou no ano passado que a cada quatro pessoas, pelo menos uma sofrerá com algum transtorno mental provocado pelo estresse

Para reduzir a possibilidade desse mal, um processo de desintoxicação é importantíssimo para começar um ano mais efetivo, com metas mais claras para 2018.

Mais sobre a desintoxicação

Passar por um período de desintoxicação, sem dúvida, vai te proporcionar muito mais energia para as atividades diárias, além de fortalecer o organismo, tornando você uma pessoa com muito mais qualidade de vida. 

Aliás, tudo isso também pode refletir no seu trabalho e na convivência com sua família e amigos.  Para entender melhor como funciona, pense o seguinte: a diferença entre um corpo limpo de toxinas e um corpo intoxicado é tanto quanto a de um motor de carro, onde o motor está sujo ou está limpo. Se o carro está cheio de manutenções em atraso, ele acaba fazendo você gastar mais. Se seu organismo está intoxicado, seu corpo vai consumir muito mais energia para fazer o que escolheu e não vai funcionar com o seu melhor desempenho.

Mas, se seu corpo estiver saudável e organizado tanto no nível psíquico, mental, emocional e físico, precisará de menos energia para fazer o que se propôs. Logo, terá mais energia para produzir mais, tomar boas decisões e se relacionar melhor com as pessoas. 

É importante frisar que não adianta fazer uma limpeza do organismo e não cuidar dos seus hábitos e escolhas alimentares durante todo o ano. Manter uma regularidade em um processo de desintoxicação é importante, mas se proponha a fazer uma mudança no seu estilo de vida como meta para 2018. 

Outro aspecto muito importante é procurar profissionais especializados e que tenham experiência consolidada nessa metodologia. Não faça nada com base em informações duvidosas, que, muitas vezes, podem não ser reais e precisas.

Nesse contexto, aquela famosa frase: “você é o que você come”, cabe muito bem. Se você só ingere alimentos que intoxicam, quem será que você está se tornando? Que tipo de decisões está tomando?

O que você come impacta diretamente no que você sente, pensa, fala e age. Escolher o que come é tão importante quanto escolher com quem se relaciona.

Uma vez desintoxicado, terá mais serenidade para tomar decisões e colocar em prática suas metas para 2018.

Quer saber mais? Cadastre-se para receber nossa newsletter com mais conteúdos mensais. 

Copyright @ CENTRO CULTURAL TRINDADE 2017 - Desenvolvido por Demand Tecnologia e BFree Digital